10 janeiro 2014

A saída individual(ista)

Si non è vero, è bene trovato



Nota: Esta carta tem de ser lida tendo em conta que, conforme quadro hoje no «Público», os novos cortes começam nos 1.050 euros (nesse valor com uma exacta perda de 36 E.).De caminho, e para que não haja confusões, «o tempo das cerejas» esclarece que estes nababos e privilegiados que ganham 1050 euros de pensão ou reforma não lhe merecem nenhuma pena ou solidariedade.

3 comentários:

  1. Que ingratos são os RICOS de 1000 € que se lamentam pela sua "PEQUENA CONTRIBUIÇÃO" para alimentar os pobres ricos que "exploram" este país!!!!!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. O meu sentido do humor e capacidade de discernimento por vezes entram em crise, Vítor. Crise agravada pela vista de olhos que de vez em qd dou pelas caixas de comentários de leitores on line de jornais de reverência bem como pelos seus articulistas encartados. E um cidadão não é de ferro e mesmo este ... oxida.

    Abraço

    ResponderEliminar