22 setembro 2019

No espaço de dois anos

Os insondáveis mistérios
do mundo dos negócios


ou quando dever ao fisco e à
segurança social é sinal de boa
saúde financeira.

21 setembro 2019

Espanha : estilhaços em todas as direcções


La confluencia de izquierda, de la verdadera izquierda-porque en eso, convendremos que el PSOE gusta mucho de coger el violín con la izquierda pero tocar con la derecha- es imprescindible para hacerse con el poder. Eso es innegable, pero, ¿acaso una diferencia tan crucial cómo la mantenida entre Iglesias y Garzón no dificulta en sumo grado el normal desarrollo de esa confluencia? Mientras el primero únicamente quería un gobierno de coalición, el segundo era mucho más partidario de un acuerdo programático sin entrar en el gobierno. La primer opción sabemos a qué nos ha conducido: a unas elecciones a las que la derecha  y ultraderecha llega mucho más fuerte y unida que el pasado 28 de abril.(...)»

Trocando por miúdos

O que está por

detrás do «sem empecilhos»
«(...) Dê-se de barato em tal declaração a usurpadora pretensão do PS de se apoderar em exclusividade dos avanços de recuperação de direitos e rendimentos conseguidos nesta legislatura, mas é significativo e não pode passar em branco sem questionamento por todos aqueles que viram as suas vidas dar um passo em frente, por mais pequeno que seja, essa sua pretensão a “governar sem empecilhos”, porque ela é reveladora dos seus planos para frente.
Sim, camaradas, porque é que aspiram a “governar sem empecilhos”? Nós respondemos: - porque não queriam e ainda aceitam mal e resistem à reposição de direitos e rendimentos, porque não queriam e aceitam mal e resistem à valorização dos salários e das reformas, porque não queriam e aceitam mal e resistem em dar prioridade ao investimento para melhorar os serviços que o povo precisa, porque no centro das suas opções estão interesses dos grandes grupos económicos e não na vida das pessoas e do País. Estão os compromissos assumidos com Bruxelas de dar prioridade ao défice e aos acelerados ritmos de pagamento da dívida, mesmo que isso signifique continuar a andar para trás na vida das pessoas.
É por isso que o voto na CDU é tão importante e decisivo. Não para ser empecilho, mas sim o voto que conta para não deixar o PS de mãos livres para praticar a velha política, com ou sem PSD e CDS, o voto que decide a sério de uma outra política.(...)»
- Jerónimo de Sousa, no comicio de ontem na «Voz do Operário»

Porque hoje é sábado ( )

Devendra Banhart


Eles são muito pela paz

Essa esplendorosa democracia chamada Arábia Saudita sempre 
nas palminhas do Ocidente


(Guerra no Iemen: vídeos provam a presença
de navios vendidos pela França)



aqui

20 setembro 2019

A dois dias das eleições na Madeira

Um título muito 
inocente, isento e imparcial

E só duas notas: a primeira é que eu também criticaria um título que fosse «entre PS e PSD venha o diabo e escolha»; a segunda é que o «Público» quando comentar os resultados oficiais vai-se esquecer que fez este titulo.

19 setembro 2019

Novidade nas eleições em Israel


A Joint List 
(partidos árabes 
+ comunistas) 
passa a terceira força 


A visita daquele senhor que ...

Voltou
o inesquecível figurão



Vindo de um nevoeiro qualquer, Marinho Pinto, o padrinho político do Pardal Henriques, este ontem no «Polígrafo» da SIC não apenas para publicitar e endeusar o seu protegido mas sobretudo para desembestar numa catilinária violentíssima contra os sindicatos «tradicionais» que disse representarem 90% dos sindicalizados mas que não faziam pévia pela defesa dos interesses dos trabalhadores. E eu. como tenho alguma memória, acho que ele tem razão porque não vejo nenhum sindicato da área de Lisboa a reclamar 4.800 euros de salário para os seus filiados.

18 setembro 2019

Segurança social

No debate a 6 hoje falou-se 
 disto. Mas o PCP já tinha falado
 e proposto há 19 anos !

Relatando o debate na rádio hoje
ocorrido na rádio, diz o «Expresso»:
Ora a verdade é que as seguintes palavras foram ditas pelo infelizmente já falecido Lino de Carvalho na AR em Março de 2000 :
ler mais aqui

E agora, caros leitores, vai uma pequena reflexão sobre como  o preconceito contra o PCP leva a perder tantos anos na adopção de medidas justas ?

17 setembro 2019