A apresentar mensagens correspondentes à consulta CTT ordenadas por relevância. Ordenar por data Mostrar todas as mensagens
A apresentar mensagens correspondentes à consulta CTT ordenadas por relevância. Ordenar por data Mostrar todas as mensagens

24 março 2016

Confirmado !

Governo PSD-CDS vendeu os
CTT (e uma licença bancária)

por 10/12 anos de lucros, a
seguir é sempre abichar pelo privados


aqui post antigos sobre a
 privatização dos CTT

26 julho 2013

Um «novo ciclo» cheio de velharias

Ainda a infame e
criminosa privatização dos CTT


hoje no Público online

sobre isto aqui


 ... e quanto a estes é só recordar

Hoje no Público online

aqui noticia de 8 de Março de 2010
a privatização dos CTT na voz do PS
antes mesmo de ter entrado num PEC
e no memorando de entendimento

com a troika

26 maio 2013

O PS e a escandalosa privatização dos CTT

Nenhuma divergência de fundo,
apenas questões de método


Público de ontem dava à estampa este título que deve ter feito ficar felizes aqueles bem intencionados democratas que, muitas vezes fugindo de   desagradáveis evidências,  aspiram a muita «convergência à esquerda». Mas vai-se a ver e, como era de calcular por quem tiver alguma memória, a convergência é muito pouca e entre os projectos de resolução do PCP e do BE e o do PS o que há é uma gravíssima divergência de fundo. Na verdade, enquanto PCP e BE se opõe nitida e frontalmente a qualquer privatização dos CTT e defendem justamente a sua manutenção na esfera pública, já o PS apenas pede a suspensão do processo com argumentos do tipo de que «nos processos de privatização e concessão já realizados, [o governo] não tem sido transparente e rigoroso, realizando os processos através de negócios particulares e ajustes directos, não existindo comissões de acompanhamento nomeadas com antecedência».

Mas seria de esperar que fosse de outra maneira ? Não e, para o saber, basta reler esta notícia de 8 de Março de 2010:


E, já agora, um elemento por 
demais significativo em que
insisto há muitos anos:


20 fevereiro 2019

António Filipe sobre a moção de censura do CDS

Na mouche !

"(...) Sim, Senhores Deputados, nós temos razões para criticar o Governo. Mas não são as razões do CDS.
Onde estava o furor oposicionista do CDS quando deu a mão ao Governo e ao PS para manter as portagens nas SCUT? E para se opor à eliminação faseada das propinas no ensino superior público? E para impedir a revogação das normas mais gravosas da legislação laboral? e para manter a caducidade da contratação colectiva? e para impedir a reversão de parcerias público-privadas? E para impedir que o Estado retomasse o controlo dos CTT? E para impedir o aumento do salário mínimo para 650 euros? E para impedir a justa valorização das longas carreiras contributivas? E para impedir a reposição das freguesias extintas pelo Governo PSD/CDS? E para aprovar uma lei de acesso a metadados que é claramente inconstitucional? E para impedir a eliminação das propinas no ensino do português do estrangeiro? E para enterrar recursos públicos a tapar o buraco financeiro do BANIF, e entregá-lo ao Santander? E para aceitar todas as imposições da União Europeia que impedem o desenvolvimento nacional?(...)»

11 janeiro 2019

Desculpem mas a culpa é dos arquivos

Muito bem, agora 
só falta contar o resto
Como Sócrates,Teixeira dos Santos e Artur Penedos sabiam muito bem que as privatizações parciais sempre foram o caminho aberto para as privatizações totais, basta os leitores fazerem neste blogue uma pesquisa por CTT

e talvez concluam que o título justo para este post teria sido «Tarde piaste !»

03 maio 2016

Igual a si próprio

A cassete do costume

aqui

Ontem, no Jornal da Noite da SIC, comentando o 1º de Maio, Miguel Sousa Tavares além de achar que a CGTP não se rala nada com os desempregados também concluiu, tal como sempre aconteceu a seguir a greves gerais que a CGTP-IN não passa de uma «Central Sindical dos Trabalhadores do Estado».

Para grande surpresa dele e vossa, por uma vez tenho de dar razão a M.S.T. É que fui consultar aqui a lista de sindicatos aderentes da CGTP e, para abreviar, vi por lá a alimentação e bebidas, o comércio, escritórios e serviços, a hotelaria, a cerâmica, os têxteis, vestuário e calçado, as farmácias, a construção civil, as indústrias eléctricas, as telecomunicações e audiovisuais, os CTT, etc., etc.

Ora, como toda a gente sabe, todos estes sectores e muitos outros, foram em má hora nacionalizados e estatizados numa assembleia revolucionária realizada três dias depois do terramoto de 1755.


28 fevereiro 2014

Exemplar devoção socialista ao interesse público

"Está tudo bem assim e
não podia ser de outra maneira"

(Salazar)

Chamada de 1ª página no Diário Económico

Talvez Teixeira dos Santos merecesse mais esta nomeação para os CTT vergonhosamente privatizados mas assim também não está mal, tratando-se sem dúvida da justa retribuição à tribo do PS por ter sido um seu governo a fazer arrancar este processo de privatização.

04 dezembro 2013

Aqui cumprimos o nosso dever

Anatomia de um crime


Um pouco tarde para meu gosto, chega hoje ao Público de forma mais clara a ideia de que o governo vai vender  uma empresa que sempre foi do Estado (e também uma informação completa de quem sujou as mãos neste crime).

neste blogue há muito tempo que se
cumpriu o elementar dever de lembrar que




é só fazer as contas

Estado vai encaixar 580
milhões com a privatização,
 ou seja o que receberia
em apenas 13 anos de lucros
 dos CTT !

25 outubro 2013

Privatização dos CTT

Que outro nome dar aos
salteadores do património público ?




Chumbado em 14.1o.2013
pela maioria PSD-CDS



tristes antecedentes sobretudo
 na parte final de aqui